Você sabe o que está pagando pelo que recebe em sua academia quando você usa o débito recorrente no cartão de crédito?

Saiba quais são as taxas que você paga quando recebe de seus alunos – e o mais importante, porque você paga

Hoje em dia, o modelo de cobrança dos clientes de academia através do débito recorrente no cartão de crédito tem deixado cada vez mais gestores dispostos a optar por essa modalidade, atraídos pelas vantagens operacionais e até mesmo financeiras que esse tipo de solução oferece para negócios fitness.

Porém, conhecendo a realidade das academias, nas quais os orçamentos são tratados na ponta do lápis, é comum o gestor se questionar sobre o custo da operação de débito recorrente.

Por isso, vamos primeiro relembrar rapidamente as vantagens de se utilizar essa modalidade de cobrança para, depois, esclarecer, de forma didática e transparente, o quanto custa cada etapa da operação para seu negócio. Assim, você terá mais informação e diminuirá a possibilidade de ser iludido por falsas promessas de empresas com argumentos que desafiam até a criatividade! Já ouviu falar no barato que sai caro? Isso pode estar acontecendo na sua academia, sem que você saiba.

Aproveite este post para entender e esclarecer suas dúvidas.

Vantagens da cobrança através de débito recorrente no cartão de crédito para negócios de fitness

Tanto em termos operacionais, quanto financeiros, utilizar a modalidade de cobrança através de débito recorrente tem sido extremamente vantajoso para as academias, estúdios e boxes de CrossFit. Podemos enumerar, de forma rápida, as vantagens dessa modalidade:

O valor é cobrado mensalmente, sem comprometer o limite de crédito do cartão do cliente.

O cliente só consegue cancelar o plano se for até a academia pessoalmente.

Você ganha tempo evitando o processo de renovação, pois o plano recorrente é renovado automaticamente.

Se você possui um sistema de gestão de academia, consegue automatizar o fluxo, desde o processo de cobrança, atualização dos recebimentos e bloqueio de inadimplentes, o que gera enorme economia de tempo.

Reduz as barreiras na hora da venda, por ser uma forma de contratação bem menos burocrática.

Em virtude de tudo isso, a cobrança através de débito recorrente vem se tornando uma tendência cada vez mais viável nos negócios fitness.

Porém, o ponto que queremos atacar aqui é o custo dessa modalidade de cobrança e principalmente, a razão de ser de cada custo, como veremos a seguir.

 

Quem é Quem no débito recorrente para academias

Você já deve saber que toda transação utilizando cartão, seja de débito ou de crédito, pela “maquininha” ou online, tem a cobrança de uma taxa, que é um percentual específico sobre o valor da transação.

Esse percentual varia muito, de empresa para empresa, de mercado para mercado. Conforme seu ramo de atuação e seu faturamento no cartão, por exemplo, as adquirentes (operadoras) podem cobrar taxas maiores ou menores. Em alguns casos, inclusive, essas empresas oferecem taxas bem agressivas para conquistar clientes rapidamente.

Normalmente, quanto maior o número de transações e o faturamento de uma academia, a tendência é que consiga uma taxa menor.

Quem cobra essa taxa é a ADQUIRENTE, a empresa responsável por autorizar as transações junto às bandeiras (Visa, Mastercard, Elo, Hiper etc.). Os adquirentes mais conhecidos são Stone, Cielo, Getnet, Rede, Bin, dentre outros.

 

Quando você precisa fazer transações online, como no caso de um sistema de gestão como o EVO, existem basicamente três caminhos que você pode seguir:

Fazer o software se comunicar diretamente com uma adquirente

Armazenar os números de cartão de crédito e fazer o software se comunicar com várias adquirentes

Utilizar um gateway de pagamentos

 

Vamos às explicações de cada um:

A número 1 não tem custo adicional. Você paga realmente somente a taxa percentual da adquirente. Porém, os dados dos cartões de crédito dos seus clientes ficam armazenados na ADQUIRENTE. Logo, se você conseguir uma taxa melhor em outra adquirente concorrente, será IMPOSSÍVEL realizar a troca. Ou seja, você vai ficar preso a uma única adquirente, com sua taxa, por tempo indeterminado.

A número 2 é ilegal, simples assim. Somente gateways de pagamento devidamente chancelados e certificados podem armazenar dados de cartões de crédito. Existem softwares de gestão de academias no mercado que oferecem essa opção, talvez por desconhecimento, porém, estão expondo sua empresa a inúmeros riscos com segurança, multas, ilegalidade etc.

A número 3 é usar um gateway de pagamento, opção que nós, do EVO, não abrimos mão. Com um gateway, você pode aproveitar a melhor taxa e o melhor serviço de todas as adquirentes que quiser, quando quiser, nunca ficando refém de uma só. Fica 100% dentro da lei e tem toda segurança. E os benefícios não param por aí. Vamos ver mais alguns:

Muitas cobranças não são processadas na primeira tentativa. Quando você tem um gateway, você pode se conectar a mais de uma adquirente ao mesmo tempo. Com isso, ele faz a nova tentativa de forma automática, por outra adquirente, o que aumenta e muito o índice de conversão.

Com o gateway, conectado a mais de uma adquirente, você pode escolher quais bandeiras serão processadas por cada operadora, aproveitando as melhores taxas que tiver em mãos.

Com o gateway de pagamentos, quando ocorre a renovação de um cartão vencido ou mesmo a substituição de um que foi roubado ou perdido, essa atualização é automática, sem a necessidade de contato do cliente com a academia. Esse é um serviço muito importante, já que grande parte das transações negadas tem por motivo o cartão estar vencido ou cancelado.

Claro que o gateway vai cobrar por seus serviços, afinal, ninguém trabalha de graça.

Portanto, na nossa visão, oferecer a opção de débito recorrente sem o gateway de pagamentos, apenas para evitar o pagamento da taxa por transação, que é inferior a R$0,90 por transação, pode colocar as academias em risco. Não nos propomos a oferecer isso!

Você ainda tem dúvidas se os planos recorrentes são uma boa opção para sua academia?

Criamos uma Tabela Comparativa de planos, que vai ajudar você a esclarecer as principais questões sobre este assunto. Entenda de uma vez por todas as vantagens e desvantagens de usar a recorrência em sua academia, estúdio ou box e saiba se este modelo é bom para sua empresa

É gratuita, basta se cadastrar e acessar. Clique aqui e baixe gratuitamente a tabela comparativa.

 

Conclusão

Nenhuma empresa responsável vai sugerir a você que realize transações online sem um gateway de pagamentos para que você economize uns trocados. É evidente que essa economia pode custar sua reputação, seus clientes, vai fazer com que você vire refém de uma adquirente por anos ou vai fazer com que sua academia fique ilegal.

Não existe almoço grátis. Desconfie sempre de propostas milagrosas e jeitos fáceis de lidar com questões complexas. O faturamento da sua empresa é um assunto que deve ser tratado por profissionais. Por isso, procure empresas que ofereçam somente o que é 100% legal, moral, íntegro e seguro.

Se em um modelo comercial legítimo você é quem não paga nada, você não é o cliente, você é o produto. E não tem nada de errado em ser o produto, afinal, todos nós usamos Facebook, Whatsapp e tantas outras coisas. Mas isso não significa que você precisa ser enganado e induzido a correr riscos e ter prejuízos desnecessários.

E sabemos que essas soluções vão proporcionar para sua academia, estúdio ou box a melhor performance de Vendas e Cobrança.

Se você quer conhecer mais sobre o sistema de gestão CLIQUE AQUI e agende uma demonstração com nosso time, sem compromisso.

Teremos o maior prazer em mostrar para você as melhores alternativas de pagamento integradas ao sistema.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *