A má formulação de objetivos: o início do caos

A adaptação criativa às complexidades da mudança intencional se torna um dos principais desafios dos clientes na mudança de comportamento que favoreça a frequência nas academias e o aumento da retenção. Além disso, a má formulação de objetivos, desde a recepcionista ao dono da academia, possibilita o início do caos.

Os objetivos fazem parte do dia a dia dos proprietários, das equipes e dos clientes. Quando são bem formulados, analisando um contexto mais sistêmico, levam a inúmeras possibilidades de realizações no mundo que envolve as pessoas. O que mais vemos ao nosso redor, no mercado de academias, são pessoas que não sabem formular objetivos. Vamos entender melhor separando por situações.

 

Situação 1: Cliente de Academia

Os clientes desistem deles mesmos e de continuarem nas academias por uma má formulação de objetivos, alinhada a falta de entendimento das equipes sobre o assunto. Muitos acham, inclusive os professores, que emagrecimento é um objetivo. Emagrecimento não é objetivo. Emagrecimento é o caminho para se chegar a vários objetivos.

 

Situação 2: Equipe de vendas  

Quando perguntamos, durante as seletivas e treinamentos de pessoas que já atuam nas academias, quais são os objetivos delas, a maioria responde: “ganhar dinheiro” e “não sei”. Sabendo que a maioria das pessoas não ganham dinheiro porque só acordam para ganhar dinheiro, o CAOS se instala e reflete diretamente nas finanças da academia.

 

Contradições, quebra de paradigmas, incongruências internas dos alunos, proprietários e equipes e muita esperança para que as academias cresçam dentro do mercado. Um assunto complexo e instigante que irá transformar sua visão atual para um entendimento mais amplo e direcionado nunca falado antes dentro do mercado de academias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *