Novas perspectivas

O gestor, o dono de academia e o profissional de educação física precisam acompanhar continuamente o processo de implementação da política de esporte no Brasil. Já em processo efetivo de construção há alguns anos, o Sistema Nacional de Esporte e Lazer não é matéria principal de discussão do profissional do fitness. Mas deveria ser!

Definida na 3ª Conferência Nacional do Esporte, realizada em 2010, a política Nacional de Esporte é uma questão de Estado. Isso significa que o poder público trata, já há algum tempo, o esporte como dever e direito dos cidadãos brasileiros. Consequentemente, oferece oportunidades para profissionais do esporte e do lazer.

Com isso, devemos destacar que existem recursos financeiros disponibilizados para o desenvolvimento do esporte, lazer e fitness. Com as bases definidas para o Sistema Nacional do Esporte e Lazer – Recursos para Investimento/Convênios e a conquista da Lei de Incentivo ao Esporte, temos possibilidades concretas de captar recursos para gestão de inúmeras atividades e programas.

No entanto, ainda está em pleno processo de formação um novo segmento de atuação para o gestor ou dono de academia que busca novas formas de oferecer atividade física às pessoas, não apenas em academias formais, mas também em unidades de negócios firmadas por intermédio de parcerias com clubes ou ainda prefeituras.

Cabe a esses empreendedores ter conhecimento específico sobre gestão pública para o esporte e, principalmente, aproveitar o momento ímpar pelo qual passa nosso País, recebendo e realizando os maiores eventos esportivos do mundo, para alavancar novas oportunidades.

Os proprietários de academias devem se atentar da importância em conhecer os mecanismos para elaboração de projetos amparados por recursos públicos e incentivados ao esporte e ao lazer, que estão disponíveis, cabe destacar. Contudo, devem saber elaborar bons projetos e, principalmente, buscar o conhecimento específico sobre o tema, sendo este uma nova possibilidade de investimento para o esporte.

2 comentários em “Novas perspectivas

  1. JULIAN CESAR LOPES VENANCIO disse:

    Bom dia,
    realmente não é de conhecimento da grande maioria dos profissionais de educação física a forma de gestão pública relacionada ao esporte. Como eu posso obter maiores informações sobre isso? Existe um site, contato ou uma fonte específica? Agradeço a atenção e aguardo seu retorno.

    • Wagner Palmieri disse:

      Bom dia Julian, tudo bem…

      As iniciativas publicas quanto a gestão para o esporte estão disponíveis a nível municipal, estadual e federal. Alguns municípios/cidades possuem iniciativas de bolsa atleta, convênios e parcerias, ainda oferecem isenção fiscal para projetos…o mesmo ocorre a nível estadual e federal.
      No estado de São Paulo temos a Lei Paulista de Incentivo ao Esporte que , é mais uma ferramenta de grande relevância, pois possibilita à empresas de todo o Estado apoiar projetos esportivos elaborados pela sociedade civil organizada, por meio de patrocínio ou doação financeira provenientes da renúncia de ICMS por parte do Estado, que abre mão de parte de sua arrecadação do imposto, para que a empresa possa investir diretamente esses recursos em projetos esportivos aprovados pela SELJ. A nível federal temos a Lei Federal de Incentivo ao Esporte que permite que empresas e pessoas físicas invistam parte do que pagariam de Imposto de Renda em projetos esportivos aprovados pelo Ministério do Esporte. As empresas podem investir até 1% desse valor e as pessoas físicas, até 6% do imposto devido.

      Se precisar de mais informação estou disposição: http://www.consultoriawr.com.br.

      Att.

      Wagner Palmieri

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *