Os millenniums vieram para mudar

Que essa geração vem transformando a forma de agir e de pensar até mesmo dos mais resistentes, isso ninguém duvida. Seja pelo amor ou pela dor, a também chamada geração Y são diferentes dos Baby Boomers e da Geração X ou Next.

Aqui o importante é compartilhar sejam ideias, sentimentos, opiniões… para eles o ter e possuir fica em segundo plano. E é nesse ponto que o conflito entre outras gerações acontece, principalmente no mundo dos negócios: para os millenniuns o reconhecimento é mais importante do que remuneração e os modelos tradicionais de trabalho simplesmente e tão simples assim, não funcionam. Pense: Esse pessoal nasceu no meio tecnológico com tudo sendo atualizado no mesmo instante que foi criado, para eles as perguntas estão (rapidamente) sendo respondidas num toque, milhões de pessoas se conversam e viram “BFF” (best friends forever) sem nunca terem trocado um abraço! Parece loucura? Depende pra quem!
Eles são imediatistas, querem já e querem agora. Questões como tempo de maturação das coisas são vistas negativamente para eles. Netflix, iTunes, meetings por redes sociais, aplicativos de tudo o que é funcionalidade. Para gerações anteriores, é difícil acompanhar e entender para que serve um um “trello”? (Modelo de chamada em grupo pelo facebook!)
Nunca se falou tanto em propósito: parece que se não tiver um você é um alienígena! Eles estão optando por relações mais estáveis sem o compromisso burocrático, vão firmar parcerias emocionais mais do que profissionais. Internet e a facilidade em se conectar e conhecer novos e diferentes produtos fez com que ficassem mais exigentes.
Fazer o que ama e fazer bem feito é a grande paixão dessa geração. Por isso, para atrair essas pessoas é preciso pensar diferente, fora da caixa. É preciso olhar para as necessidades dos milleniuns e enxergar a demanda exigida por esses consumidores – ou até mesmo prevê-la. E a todo momento surgem novas demandas, só é preciso prestar atenção e fazer como os milleniuns: abrir-se para o novo.

A nova geração também imprime um comportamento novo para empreendedores que podem se beneficiar muito com suas expectativas.
Por mais difícil que pareça, essa adversidade pode e deve contribuir para o crescimento de ambos: empresas e profissionais.
Mais do que acreditar que eles não se satisfazem com nada, que nada está bom ou a contento, basta aceitar que tudo o que fizer sentido a eles será bem vindo.
Menos desesperador do que parece, acredite que essas diferenças podem se complementar em algum momento.
Por que não aproveitamos e descobrimos quais suas expectativas e interagimos com eles?
Pode ser que todos saiam ganhando: empresas, pessoas e clientes!

Sem duvida, o mercado agradece!

__

Cursos com Cris Santos:

18ª IHRSA FITNESS BRASIL: “Coordenadores

2 comentários em “Os millenniums vieram para mudar

  1. Cris Santos disse:

    a nova geração de raspas, de tendências e de negócios. Mais que uma geração, um movimento! 🚶🏻‍♀️🚶🏼‍♀️🚶🏽‍♀️🚶🏾‍♀️🚶🏿‍♀️

  2. Cris Santos disse:

    Mais do que um nova geração de pessoas! Uma tendência e um movimento. 🚶🏿‍♀️🚶🏾‍♀️🚶🏽‍♀️🚶🏼‍♀️🚶🏻‍♀️

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *