Outubro Rosa – o diagnóstico precoce é a melhor prevenção!

Foi em meados dos anos 90 que o movimento hoje conhecido como Outubro Rosa surgiu, com o propósito de estimular a participação de todos na divulgação de informações que contribuam na prevenção e detecção precoce do câncer de mama.

É preciso conscientizar a todos sobre a doença, pois, quanto mais no início for descoberta, maiores as chances de redução da mortalidade.

Segundo o INCA – Instituto Nacional de Câncer, este é o tipo mais comum entre as mulheres, perdendo somente para os tumores de pele; e já são esperados quase 60 mil novos casos da doença até o final deste ano.

 

SINAIS E SINTOMAS

O autoexame não requer técnica específica, basta a mulher observar atentamente o aspecto de suas mamas, apalpando-as com periodicidade. As alterações mais comuns que podem necessitar de investigação médica, são:

  • Caroço (nódulo) fixo, endurecido e, geralmente, indolor;
  • Pele da mama avermelhada, retraída ou parecida com casca de laranja;
  • Alterações no aspecto e/ou saída espontânea de líquido dos mamilos;
  • Pequenos nódulos na região embaixo dos braços (axilas) ou no pescoço.

Ao menor sinal de suspeita, é essencial procurar avaliação diagnóstica, pois nem toda alteração significa um tumor.

Além disso, é muito importante lembrar que as mulheres não devem se ater ao autoexame, pois este detecta massas já palpáveis, geralmente associadas a um estágio mais avançado.

Os exames periódicos, acompanhados pelo ginecologista, são essenciais! São estes que apontarão nódulos ou alterações em suas fases mais iniciais.

E, na faixa entre os 40 e 50 anos, a indicação é que a mulher se submeta à mamografia a cada dois anos. A partir dos 50 anos, a mamografia deve ser anual.

Existem outros inúmeros fatores que são individuais e devem ser acompanhados por cada mulher, de acordo com seu estilo de vida e histórico familiar.

Mantenha hábitos saudáveis e lembre-se de priorizar sua saúde e bem-estar em todos os momentos da vida! 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *