BRW Sports aposta alto em projeto olímpico

A empresa, que iniciou uma parceria com o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) há quase 10 anos, tornou-se patrocinadora e até montou a academia para o Time Brasil em Tóquio, segue investindo no alto rendimento

Por Yara Achôa, Fitness Brasil
8/9//2021

Visão de futuro, paixão pelo esporte e pelo conhecimento. É isso que vem movendo a BRW Sports Group desde sua fundação, em 2009, sob o comando do CEO Ronaldo Ferreira. Sediada na cidade de Pinhais (PR), a empresa nasceu com intuito de vender grandes marcas do fitness e do esporte a consumidores em busca de inovação e qualidade.

Em 2012, a aproximação com o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) foi a porta de entrada de investimento no esporte nacional. “Iniciamos um relacionamento cedendo equipamentos e transformando em conhecimento, procurando atender a necessidade de cada atleta. Em 2015, tivemos o privilégio de ir além, com um espaço de treinamento montado dentro do Parque Aquático Maria Lenk, no Rio de Janeiro”, conta Ferreira.

Na época, o COB desejava criar um local para atletas de alto desempenho e cedeu uma sala que estava desocupada à BRW. A empresa foi responsável por toda a construção da área, inaugurada no início das Olimpíadas de 2016, já proporcionando impacto no desempenho de nossos atletas. A maior vantagem, segundo o empresário, sempre foi a troca de informações. “O COB nos passa o que o atleta precisa e nós enviamos a solução para eles testarem. Funciona como um laboratório de desenvolvimento de produto”, diz.

O primeiro ciclo olímpico completo da parceria se deu em Tóquio. Patrocinadora do Time Brasil, a empresa chegou a enviar sete contêineres de equipamentos para o Japão. “A ideia inicial era levar os materiais diretamente da fábrica da Ziva, uma das nossas fornecedoras da BRW, que fica na China. Mas a pandemia dificultou os prazos, fazendo com que buscássemos essa solução”, revela Ferreira.

A aposta da BRW no esporte profissional é alta. Além de seguir com o COB para Paris 2026, a empresa também atua no sentido de indicar jovens talentos e potenciais medalhistas por meio de scouts pelo mundo todo. Foi assim, por exemplo, que chegaram ao nadador Murilo Sartori, uma grande promessa das piscinas. “As Olimpíadas despertam muita gente para o esporte, com ídolos e inspiração. É um círculo virtuoso, que é bom para o nosso negócio também”, justifica Ferreira.

De olho no futuro

Ao longo de seus anos no mercado, a BRW ampliou o seu portfólio para atender também academias, condomínios e pessoa física. As marcas Ziva e Rephouse foram as primeiras a serem comercializadas pelo grupo, trazendo pesos livres e acessórios de alto rendimento e pisos para área fitness de alta durabilidade. Depois vieram marcas para completar a área de funcional, como a stroops, revvll e escape.

Seguindo a mesma linha de produtos que promovem o bem-estar e a saúde, vieram as marcas arena e mikasa, oferecendo trajes e acessórios de natação mais avançados das piscinas, além das bolas oficiais de vôlei, vôlei de praia e futevôlei. Mais adiante surgiram as marcas cep, com meias de compressão para alto rendimento, e roppe, com acessórios funcionais e uma linha completa de LPO.

Para um futuro próximo, o investindo será em conectividade. “Estamos trazendo marcas para o Brasil com o objetivo do treino em casa, com informação plugada. Hoje temos treinos online pelo Youtube; os próximos equipamentos trarão um tela acoplada, facilitando a utilização por parte do consumidor”, finaliza o CEO da BRW Sports Group.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *