“Profissionais de educação física salvam vidas”

Chefe do Laboratório de Biomecânica da Universidade de São Paulo, Júlio Serrão falou especialmente aos estudantes e deu uma injeção de autoestima e boas perspectivas para o mercado em sua participação no FBCast durante a IHRSA Fitness Brasil 2021. Confira como foi o papo

Yara Achôa, Fitness Brasil
30/11/2021

A palestra de Júlio Serrão na IHRSA Fitness Brasil 2021 foi empolgante. Com “Novas perspectivas para o profissional de Educação Física”, ele falou diretamente com os novos tempos, mostrando o cenário da área de educação física no pós-pandemia.

À frente da Escola de Educação Física e do Esporte (EEFE) da Universidade de São Paulo (USP), onde também é chefe do Laboratório de Biomecânica, o professor mantém firme a missão de criar uma conexão entre a escola e a sociedade, compartilhando o conhecimento produzido ali para muito além dos muros da Cidade Universitária.

Confira algumas passagens de sua entrevista para a série especial do FBCast e o papo completo pelo Spotify.

Demanda reprimida

“O mercado está bom, existe uma demanda reprimida. Mas vivemos em um novo cenário. O aluno do século XXI tem de olhar no sentido da saúde e da longevidade.”

Cenário pós-covid

“Enfrentamos uma das maiores crises da história recente da humanidade. As pessoas acumulam sequelas: saúde mental abalada, sedentarismo, obesidade, distúrbios osteomioarticulares. É grande a nossa responsabilidade para melhorar a qualidade de vida desses indivíduos.”

Hora de estudar

“Com seis meses de faculdade, tem aluno que já quer sucesso financeiro. Na faculdade é hora dele formar a base para o futuro sucesso profissional.”

Liderança

“Precisamos preparar nossos alunos para liderar a educação física e o esporte em um novo mundo. Um mundo em que viveremos mais e nos movimentaremos menos. Um mundo no qual as relações virtuais ameaçarão cada vez mais aquilo que nos faz humanos: as nossas relações presenciais. No futuro seremos consultores de qualidade de vida.”

Pensar diferente

“Não dá mais para aceitar treinos pasteurizados. Trabalhamos com pessoas, cada uma com sua particularidade. Alunos diferentes com o mesmo treino não faz sentido.”

Acolhimento

“Temos o dever de acolher nossos alunos e mostrar que o exercício não é um caminho de dor e sofrimento. Assim, você ganha um aluno para sempre.”

Vidas impactadas

“Quantas pessoas os profissionais de educação física salvaram? Tenho certeza de que muita gente está viva, andando, respirando, graças a nós. Salvamos vidas direta e indiretamente.”

Especialista em biomecânica, Júlio Serrão também falou de corrida, como escolher o melhor tênis e deu uma dica para o ouvinte encontrar um esporte para chamar de seu.

Postura na corrida

“Seria fácil e legal se todos fossem iguais e, assim, pudéssemos prescrever as mesmas recomendações. Mas não existe um padrão de corrida. Não tem de mudar a postura só porque alguém disse que você está correndo errado.”

O tênis ideal

“Estudo calçados há 20 anos. E o consumidor também aprendeu muito sobre o assunto, graças ao marketing das grandes marcas. O que acontece é que o indivíduo compra o tênis e espera que as fadas mágicas da corrida ajudem a melhorar sua performance. O tênis interage com a pessoa e só existe uma forma de acertar: comprar e testar. E vale dizer que nem sempre o mais caro é o melhor. É preciso acabar com o preconceito em relação a calçados baratos.”

Como escolher um esporte

“Ache algo que você goste e procure um professor ou professora de educação física. A partir da sua paixão, o profissional vai montar um plano para sua vida, tornando a atividade constante, duradoura e prazerosa.”

Ouça a entrevista completa com Júlio Serrão, chefe do Laboratório de Biomecânica da Universidade de São Paulo, em

Gostou? Compartilhe:

Martha Gabriel

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Morbi congue dolor quis elit imperdiet eleifend. Pellentesque habitant morbi tristique senectus et netus et malesuada fames ac turpis egestas. Nullam at quam mi. Quisque a consequat dolor. Maecenas ac molestie quam, et gravida ante. Pellentesque quis dui rhoncus, maximus justo in, viverra mi. Donec congue orci in ornare tristique. Praesent ut dapibus metus. Duis rhoncus urna non massa rutrum, quis blandit felis mattis. Curabitur in metus et tortor euismod pharetra.